Home | Fale conosco
 
 
 
Perguntas frequentes

1. Onde posso fazer o curso de Guia de Turismo?
No SENAC ou outra instituição autorizada pelo Ministério do Turismo ou Secretaria de Educação. Você poderá obter informações na Secretaria de Turismo de seu Estado, com o representante do Ministério do Turismo.

2. Onde poderei renovar minha credencial de Guia de Turismo? E quais as taxas?
Na Secretaria de Turismo de seu Estado.

3. Como poderemos agendar uma palestra que trate do assunto Guias de Turismo?
Através do e-mail abgtur@abgtur.tur.br informe-se sobre custo, tipo de palestra e outros.

4. Com o curso superior de Turismo posso exercer a profissão de Guia de Turismo?
Não, porque a profissão é regulamentada e exige um curso específico para a emissão da credencial. Informe- se no SENAC ou na Secretaria de Turismo de seu Estado.

5. O guia pode trabalhar sem a credencial?
Não. Pela Lei Federal 8623/93, Decreto 946/93 e Lei de Contravenção Penal artigo 47. Ao exercer a profissão é obrigatório o uso da credencial emitida pelo Ministério do Turismo e contratação do profissional quando em visitas a atrativos turísticos no Brasil. A profissão de Guia de Turismo é regulamentada.

6. Tenho dúvidas sobre agências de turismo, transportadoras e outros, qual o procedimento?
Procurar a Secretaria de Turismo de seu Estado para saber o que cada uma delas exerce.

7. Sou professora e tenho uma visita técnica com os alunos. Pergunto: preciso contratar Guia de Turismo?
Quando visitar atrativos considerados turísticos, independente se é ou não visita técnica, é obrigatória a contratação do Guia de Turismo.

8. Quais as categorias de Guia de Turismo?
• Guia Regional: guia que atua dentro do Estado onde concluiu o curso de Guia Regional;
• Guia Nacional: Guia de percurso, acompanhamento. Ex. o grupo tem origem em São Paulo e destino Curitiba. Chegando em Curitiba a Lei determina que seja contratado o Guia Regional Paraná;
• Guia Internacional: Guia acompanhante para outros paises;
• Guia Especializado em Atrativos Naturais: Guia que atua somente em atrativos naturais.

9. O Guia Nacional pode atuar em qualquer Estado do Brasil?
Não. O Guia Nacional é um Guia de percurso, acompanhante. Exemplo: Origem Rio de Janeiro e destino Curitiba e Florianópolis. Neste caso há a contratação de duas categorias: O Guia Nacional, que vai acompanhar do Rio de Janeiro até Curitiba, onde ele vai contratar o Guia Regional Paraná. É obrigatória a contratação do Guia Regional de cada Estado. O Guia Nacional não poder exercer a categoria de Guia Regional do Estado visitado, se não for credenciado para tal.

10. O Guia Regional pode viajar exercendo esta categoria?
Dentro do Estado onde ele fez o curso sim, fora do Estado não.
Exemplo 1: Viagem Curitiba a Foz do Iguaçu - sim, pode atuar;
Exemplo 2: Curitiba a São Paulo - Não pode atuar, É obrigatória a categoria de Guia Nacional, porque são estados diferentes.

11. Qual a diferença entre sindicato e associação?
Sindicato - defesa dos direitos do profissional. É obrigado a possuir o Registro do Ministério do Trabalho e Código Sindical;
Associação - empregabilidade, parcerias, apoio às agências e operadoras, treinamentos, famtours, Feiras etc. É obrigatório possuir Estatuto (assinado por advogado), registrado em cartório, Código de Ética e Álvara de Licença. Demais documentos são opcionais.

12. Qual a diferença de Guia de Turismo e Guia Turístico?
Guia de Turismo: profissional que atende diretamente ao visitante;
Guia Turístico: é a programação da viagem, folder.

13. Qual o procedimento para criar uma associação local?
O ideal é associar-se à ABGTUR;
Depois de um ano como associados, há possibilidade de criar a sub-seção da ABGTUR. É obrigatória a autorização da Diretoria da ABGTUR. Ela poderá ser Estadual, Municipal ou Regional.
Os interessados devem enviar carta de intenção para nossa entidade que será analisada e respondida pela Diretoria.

14. Tenho o curso de Bacharel em Turismo, posso atuar como Guia de Turismo?
Não. Você deve procurar o SENAC de seu Estado e fazer um curso próprio. Duração um ano a um ano e meio.
Se a Faculdade onde você estuda tiver interesse em implantar este curso ela deve procurar o Ministério do Turismo ou a Secretaria de Educação do Estado para solicitar a autorização.

15. Vou passar com o grupo pela cidade de Curitiba, e conhecer o Jardim Botânico que fica a caminho, vamos visitar somente este atrativo. Pergunto: preciso contratar Guia de Turismo?
Sim A Lei é clara, qualquer ponto considerado turístico exige a contratação do Guia de Turismo.

16. Viajei numa excursão em que o Guia de Turismo era uma promotora de vendas que não tinha a credencial do Ministério de Turismo. É legal?
É ilegal. Ela está infringindo a Lei de Contravenções Penais artigo 47 – Exercício Ilegal da Profissão e pode responder processo se for denunciada.

 
Rua Profª Olga Balster, 2177 – Sala 09 – Capão da Imbuia – Curitiba - Paraná | CEP 82810-160
Cel.: (41) 9534-2848 E-Mail: abgtur@abgtur.tur.br